Como manter o equilíbrio mental e emocional em tempos de isolamento social?

Olá amigos, espero que todos estejam bem e seguros.

Hoje vou falar um pouco mais sobre o nosso momento atual (corona vírus e isolamento social).

Gostaria em primeiro lugar de deixar aqui registrado meus profundos sentimentos para todos que perderam alguém, seja por conta do vírus ou não. Neste período de isolamento, até a despedida está sendo mais trabalhosa e distante, causando muito mais dor àqueles que ficam.

O isolamento social aflora muitas questões que estavam “escondidas debaixo do pano”. Algumas destas questões estão relacionadas a: controle, ansiedade, angústia, relacionamento com cônjuge, filhos, trabalho, e com a gente mesmo.

Vou abordar alguns destes pontos aqui.

Começando pelo controle, ansiedade e angústia.

Por que ficamos ansiosos? Porque não conseguimos viver o presente, vivemos focado no que vai acontecer ou não, no que pode ser ou não, no medo. E aí chega a angústia, aquele aperto no peito, aquela sensação de impotência e desespero. E cegos e aflitos deixamos de perceber as oportunidades de crescimento e evolução que cada dia nos traz.

O ponto é que queremos ter controle de tudo. E esse vírus veio pra mostrar que não temos controle do que está fora de nós. Só podemos começar a exercer o controle sobre nós mesmos, o que está fora não nos pertence, portanto, não adianta nada viver ansioso. Hoje vi uma frase no ig que dizia: “A ansiedade não tira o problema de amanhã, ela só tira a paz de hoje” (Charles Spurgeon). E isso resume o que eu quero dizer, é perda de tempo ficar vivendo no futuro, só podemos ser felizes no momento atual. Além disso, a ansiedade destrói nossa mente e nosso corpo. É preciso parar, respirar, pensar no que pode controlar e soltar o que não pode.

Mas o que posso controlar?

A minha saúde física: faça exercícios (mesmo que seja pela internet, se movimente), durma e se alimente bem.

As minhas emoções: fale o que pensa e sente, com amor e carinho, sempre respeitando o outro que está ao seu lado. Lembre-se que ele também está passando por tudo isso. Controle a sua agressividade, sua energia contamina o ambiente e faz com que as coisas fiquem muito mais trabalhosas para todos. Não se vitimize!

A minha mente: escolha o que vai assistir, não atualize número de mortes a cada 5 minutos. Não entre em discussões que vão te tirar a paz e não levam a lugar nenhum. Faça um esforço enorme para se manter no presente. Se cobre menos, faça o que dá. Coloque limites. E, principalmente, vire a lente e veja o que tudo isso está te trazendo de aprendizado e de bom.

No que diz respeito às relações de trabalho converse, negocie, e, se não tiver jeito, reveja se os valores que você tem estão de acordo com os da empresa. Reavalie seu trabalho. Faça o que está ao seu limite, e separe a vida pessoal da profissional. É fundamental pra sua saúde física e mental essa separação, principalmente dentro de casa o dia todo.

Com o cônjuge não é hora de julgar e apontar o dedo. Converse, negocie tarefas, fale como está se sentindo. Os problemas que você têm não são por causa do isolamento, apenas foram potencializados. Aproveite para acertar os ponteiros da relação.

Os filhos são seu tesouro. Cuide deles. Não se entregue ao trabalho e discussões deixando de lado quem mais precisa de você. Você escolheu ser pai e mãe e agora mais do que nunca eles precisam de você. Priorize-os. Estabeleça rotinas, mude as rotinas, faça testes, refaça, flexibilize sempre. Faça o que pode e não exija deles o que não podem dar. Pense que eles também estão passando por isso e também estão sofrendo. Criança pequena precisa de atenção e cuidado, não espere que elas tenham “razão” para entender que vocês precisam trabalhar. Eles não tem cérebro desenvolvido para isso, os adultos são vocês. Se conecte com seu filho com amor e respeito, e não tenha dúvida que eles irão colaborar da melhor forma que puderem.

E por último e não menos importante, se tudo isso está te afetando de forma profunda, procure ajuda profissional, faça terapia!

Espero que tenha ajudado de alguma forma a tocar o coração de vocês para refletirem.

Desejo a todos a possibilidade de entender a importância de viver no presente!

Um grande beijo no coração e até a próxima.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.