Liberte-se dos seus pais! A vida é sua, a responsabilidade também.

Olá amigos do Blog, sejam bem-vindos novamente por aqui. Hoje vou falar sobre um assunto que permeia qualquer tratamento de terapia: os pais.

A nossa vida é e sempre será marcada pelo que vivemos ou não com os nossos pais ou cuidadores, isso é fato. Mas até onde podemos levar essas marcas?

Cada um de nós é responsável pela sua vida, pelas suas escolhas e decisões, já que temos livre arbítrio. É claro que o que vivemos lá atrás molda os nossos valores, as nossas crenças, os nossos medos. Mas tudo isso pode ser ressignificado, basta querer. Colocar a culpa nos pais pelo caminho que nós decidimos trilhar é injusto com eles e com a gente mesmo, por pior que tenha sido.

Cada um dá o que pode dá, cada um faz o que consegue fazer, de acordo com o seu nível de consciência, seja ele egocêntrico (com foco no eu) ou empático (com foco no nós). Todos nós temos um lado ruim, sem exceção, que precisa de trabalho e aprimoramento. Todos nós erramos, todos nós temos uma parcela de egoísmo, orgulho, sadismo, entre outras coisas que nos impedem de ir pra frente. Nossos pais também.

Não sabemos direito o que eles passaram na vida deles, não sabemos o que eles sentiram, apenas julgamos. As marcas são deixadas de geração em geração, passando de pais para filhos. Que marcas você quer deixar? Repetir um padrão ou tentar ser uma pessoa melhor do que eles conseguiram ser?

Todos temos a oportunidade de evoluir e aprender com os erros, uns tem mais facilidade, outros menos, mas isso não torna ninguém melhor que o outro. Você não é melhor do que eles enquanto guardar mágoa e revolta no coração, muito pelo contrário.

É muito mais fácil colocar a culpa dos nossos fracassos nos pais, do que assumir a responsabilidade por eles. Isso é egocentrismo. A escolha é sempre sua, sempre.

Seguir os pais é escolha sua, sofrer pelo que eles fizeram ou deixaram de fazer é escolha sua, se lamentar porque não teve tudo que gostaria de ter tido é escolha sua, e essas escolhas só te levam para caminhos infelizes, não tem jeito. Ser feliz é uma escolha.

Muitas vezes sozinhos não conseguimos nos libertar desse passado, e aí podemos escolher ser menos orgulhosos e pedir ajuda. Terapia é fundamental para isso. Mas você pode escolher ter mil desculpas para não fazer, inclusive de não ter como pagar. Escolha. Tudo na vida é prioridade, se você quer, você consegue.

Pare de se acomodar na pedra do passado e se levante. Você é forte o suficiente pra assumir e tomar as rédeas da sua vida. Tudo de bom que existe no mundo está dentro de você, e o autoamor é a principal ferramenta para a libertação.

Escolha se amar deixando pra trás o que não pode ser mudado. Faça diferente do que acha que foi feito errado. Perdoe, mil vezes perdoe. A falta de perdão causa doenças terríveis. Além disso, a falta de perdão nos prende ao passado, não nos deixa leve para seguir.

Ame seus pais ou cuidadores pelo que são e conseguem ser. Se decidir ser ou se já é pai ou mãe vai ver que não é nada fácil, e muitas vezes vai errar. Somos seres imperfeitos em evolução. Escolha evoluir, compreendendo que cada um tem o seu limite, e se focando na sua melhora interior.

A vida é muito curta pra ser jogada na mão de outras pessoas, tome-a de volta. Seja feliz, isso só depende única e exclusivamente de você.

Um grande beijo e até a próxima!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: