Penso, logo existo! Penso mal, logo existo mal

Olá amigos queridos, sejam bem-vindos. Hoje vou falar sobre uma aula que tive no fim de semana sobre depressão de uma abordagem neuropsiquiátrica. Diversos temas foram tratados, mas vou focar no que sinto que está mais latente em nossas vidas: a força do pensamento, para o bem e para o mal.

Sempre falamos e ouvimos falar do quanto o pensamento é importante e poderoso, mas será que já paramos para analisar como andam os nossos?

Nesta correria maluca na qual estamos vivendo não prestamos atenção no que estamos pensando, e, acredite, isso pode estar levando sua vida para o um caminho obscuro. Os pensamentos são poderosos sim, e podem nos guiar tanto para uma vida mais saudável e feliz, quanto para uma vida triste, sem esperança, negativa.

Fazemos tantas coisas ao mesmo tempo que nossos pensamentos se tornaram automáticos, achamos que eles estão corretos e seguimos o que eles mandam. O problema é que pensamentos automáticos negativos também estão passando despercebidos, e nós também acreditamos neles.

Pensamentos como: “eu não consigo”, “sou incapaz”, “vai dar tudo errado”, “ele ou ela está me traindo”, “mexa no celular dele (a)”, “certeza de que ele (a) viu sua mensagem e ignorou”, “nada dá certo pra mim”, “sou um fracasso”, “ele (a) não vai com a minha cara”, “sou burro”, “sou irresponsável”, “a culpa é minha”, “eu vou fazer tudo errado de novo”, “não vai dar certo”, entre outros milhares que eu poderia citar aqui, podem estar dominando a nossa mente e nem percebemos.

Todo pensamento envia sinais que atravessam o cérebro e influenciam todas as células do nosso corpo. Quando a mente está carregada de pensamentos ruins podemos ter sérios problemas em nosso cérebro emocional, causando: depressão, irritabilidade, mau humor, transtornos no sono, apetite, dificuldades na motivação e libido, além de diversos problemas físicos. Ou seja, nosso pensamento influencia nosso físico e psicológico.

Os pensamentos são reais, existem, sejam eles bons ou ruins, mas nem sempre são verdadeiros. Precisamos estar presentes e não vivendo no futuro ou no passado, para podermos identificar o que estamos pensando e que sinais estamos enviando para o nosso cérebro. Se não focarmos no aqui e agora será impossível fazer isso e o caminho mais provável é a depressão.

Mas o que fazer?

Em primeiro lugar, repito, é fundamental estar presente. Começar a trabalhar a mente para estar no agora, fazendo uma coisa de cada vez, e se dedicando ao que está fazendo no momento. O próximo passo é desafiar os pensamentos negativos, eles são reais mas não quer dizer que são verdadeiros. Escreva em um papel todos os pensamentos ruins que identificar estar atormentando a sua mente, e use argumentos racionais para desafiá-los, retruque-os. E depois substitua-os por pensamentos que te levem pra frente e não para trás.

Lembre-se que cada pensamento ruim faz mal a uma ou mais partes do seu corpo, logo não são saudáveis e nem necessários, mas eles existem. E dependem única e exclusivamente de cada um de nós para se manterem vivos ou não.

Além disso, os pensamentos negativos fazem com que vejamos as situações da vida por uma lente escura, e, o que poderia ser simples, se torna o fim do mundo e muitas vezes não damos conta. Pare, pare agora, sente e avalie o que anda pensando. Da mesma forma que o mau pensamento te destrói o bom pensamento te traz saúde física e mental, além de direciona-lo para soluções mais reais e racionais na vida, trazendo paz e harmonia ao corpo e mente.

Escolha os bons pensamentos, escolha a saúde física e mental, escolha ser feliz e não depressivo!

Um grande beijo no coração de cada um de vocês e até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: