Por que mudar é tão trabalhoso?

beija-flor-1023475_1280

Olá amigos tudo bem? Espero que todos tenham feito uma semana maravilhosa. Hoje vou falar sobre a dificuldade que temos em mudar. Muitas vezes sabemos e já tivemos até provas concretas de que a mudança depende de nós, mas continuamos no círculo vicioso dos padrões que introjetamos.

Mas por quê? Porque mudar exige esforço, coragem e humildade. Mudar exige assumir-se um ser imperfeito e também aprender a respeitar o outro, seus limites, suas escolhas. Mudar exige tornar-se inteiro e não queremos deixar de ser metades.

Mudar também exige deixar pra trás certos ganhos, o orgulho, o comodismo. E muitas vezes escolhemos viver uma vida medíocre, simplesmente porque mudar atrai o julgamento dos outros. Pois é, a esta altura do campeonato ainda estamos preocupados com que os outros vão falar, com o que vão pensar de nós. E a chave para a nossa felicidade VERDADEIRA é assumir a nossa vida.

Não adianta vivermos iludidos achando que o outro vai mudar, que o sapo vai se transformar em príncipe e a bruxa má em princesa do bem. Precisamos voltar para a realidade de que a felicidade depende única e exclusivamente de nós, que o outro NÃO nos completa e que o vazio que às vezes sentimos só pode ser preenchido por nós mesmos. Sofrer e perder a vida esperando a mudança alheia é escolher morrer, mesmo estando em vida. O que estamos fazendo da nossa oportunidade de viver?

Enquanto colocarmos a nossa felicidade e dermos o poder nas mãos do outro, sofreremos com problemas físicos e psíquicos, pois a cada vez que a nossa expectativa não é atendida, nosso corpo e nossa mente serão envolvidos pelo desamor, pelo desânimo, pela falta de fé e de amor por nós e pelo próximo.

Amigos, a força está dentro de nós. Deus nos criou iguais, com todo o potencial da coragem e do amor, mas cada um decide o que fazer com tudo isso. A opção é sempre nossa, mas as responsabilidades também. A vida é curta e não podemos mais ficar perdendo tempo como crianças que não recebem o doce e ficam de bico ou choram. É hora de tomar as rédeas da situação, assumir nosso verdadeiro eu, sem hipocrisia, sem falsidade, sem fazer apenas o que o outro quer para agradá-lo, deixando de lado o que realmente desejamos.

Não canso de repetir que para amar o outro precisamos primeiramente nos amar, e isso implica mudar. Implica não sofrer pelas escolhas alheias, implica entender que a nossa verdade não é a verdade do outro e que não podemos julgar, pois o nosso padrão é imperfeito e o que é bom pra você pode não ser bom para seu próximo.

Vamos aproveitar as pequenas metas de 2016 e incluir a mudança gradual e constante na nossa lista?

Uma excelente semana de autoanálise e mudança para todos nós!

Meditação

  1. Procure viver não apenas existir.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: