Que tal se defender menos?

knight-52165_1280

O nosso corpo e mente são regidos pelo equilíbrio, que na psicanálise é chamado de homeostase. Toda vez que algo desagradável acontece, nos desequilibramos e somos impulsionados a agir para recuperar a paz interior.

Dentro de nós, como já falei anteriormente, temos três moradores: o id, o ego e o superego. O id é quem nos envia os impulsos e nos motiva a agir para recuperar a homeostase. O ego é o nosso “eu” que toma as decisões e o superego é o “censor” que age de acordo com os valores que introjetamos ao longo da vida.

Quando nos deparamos com o desagradável, sempre nos defendemos. O objetivo da defesa é reduzir ou eliminar qualquer ameaça ou excitação que nos coloque em perigo, atendendo ao impulso enviado pelo id. Das ameaças externas até podemos fugir, mas isso é impossível para as ameaças internas.

Acontece que o id é puro prazer e o impulso que ele nos envia é irreprimível. Quando alguém nos ofende ou magoa, por exemplo, ele já acende a luz vermelha e manda o impulso e temos a opção de resolver ou reprimir. Quando reprimimos criamos o chamado recalque. E fazemos de tudo para defender este conteúdo.

A defesa é necessária para que possamos muitas vezes nos proteger do que ainda não estamos preparados para resolver, mas não podemos viver dependentes dela. Evoluir é não precisar mais se defender.

Recalcamos quando não somos honestos com o que queremos, com o que falamos, com o que sentimos, agindo para agradar o outro ou para manter a nossa segurança. Recalcamos mágoas, culpas, ciúmes, desejos, tristezas e até amor. Guardamos tudo lá dentro bem escondido e gastamos uma energia absurda para não deixar que isso volte à superfície, utilizando os mecanismos de defesa.

Existem diversos mecanismos de defesa, vou dar alguns exemplos abaixo:

Negação: no fundo sabemos de coisas que nos desagradam mas negamos, fingimos que está tudo bem só para manter tudo como está (nos acomodamos).

Idealização: colocamos nossa felicidade fora, idealizando as pessoas, coisas e sistemas e exigindo delas o que elas não podem dar. Fechamos os olhos para a realidade e criamos um mundo de ilusão.

Racionalização: fazemos algo que sabemos não ser de acordo com nossos valores, mas depois arranjamos desculpas para justificar o ato.

Intelectualização: deixamos de fazer algo que no fundo sabíamos que era importante e correto e utilizamos de diversas desculpas para nós e para os outros, nos justificando por não ter feito.

Autopunição: não aprendemos a nos perdoar e não percebemos que somos humanos e imperfeitos e passamos a vida toda nos punindo e nos culpando em vez de recomeçar.

Formação reativa: colocamos para fora o inverso do que temos dentro de nós, de forma extremada.

Atuação: agimos com falsidade e mentira.

Esses são apenas alguns, mas qual seria a defesa saudável?

A defesa saudável engloba a elaboração e a perlaboração. Elaborar é utilizar a razão para resolver os conflitos de forma equilibrada no momento em que ele acontece, entendendo que o outro dá o que pode dar e respeitando os limites de cada um, inclusive o nosso. Perlaboração é utilizar a elaboração para algo que já aconteceu.

Não é sempre que temos a capacidade de resolver na hora os nossos problemas. Muitas vezes precisamos de um tempo para pensar, colocar a cabeça no lugar e depois resolver. O que NÃO podemos fazer é fingir que não sentimos e enviarmos todo este desagradável para dentro de nós, cultivando-o. No fim, ele começa a ficar tão grande que toma conta da nossa vida, destruindo a nossa autoestima e nos transformando em sombras.

Faça o melhor que puder, compreenda que tudo está certo. Não guarde mágoas, rancor, culpas, tristezas. A vida é maravilhosa quando começamos a perceber que tudo tem um motivo para ser e que todos estes motivos nos fazem evoluir.

Seja você mesmo. Não se permita ser diferente, pois não vale a pena. Lá na frente perceberá que te ama verdadeiramente APENAS aquele que ama seu verdadeiro eu.

Uma ótima semana de elaboração e perlaboração para todos!

 

Meditação

17. Tanto quanto possível, sem abrir mão dos seus ideais de autorrealização, esteja de bem com todas as pessoas.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: