9 passos para se tornar uma pessoa resiliente!

Olá amigos, sejam bem-vindos!

No fim de semana passado participei de um evento do Insight Brasil (http://www.insightbrasil.com/), com o tema “Seja seu próprio facilitador” e o palestrante Jacques Giraud.

Um dos temas que me chamou atenção e do qual vou falar hoje é sobre resiliência, que eles definiram como a habilidade de se confrontar e sair da adversidade, lidar com situações desafiadoras e transcender. É a nossa capacidade de se recuperar de algo que nos desestabilizou.

Todos na vida passamos por mudanças que muitas vezes não são programadas, que não desejamos por não termos ainda a capacidade de perceber além do conflito. Ficamos focados no problema e não conseguimos sair e olhar o contexto maior, o propósito maior que este “problema tem na nossa vida”. Se tivermos coragem o suficiente para olharmos para dentro de nós mesmos veremos e aceitaremos que passamos por tudo que temos que passar para a nossa evolução.

E achei bem interessante os 9 pontos que eles descreveram para que possamos avaliar como anda a nossa resiliência perante a vida:

  • Compromisso com a vida

É conseguir perceber que a sua vida é muito maior do que está situação “conflituosa” e de mudança pela qual está passando. Acrescento que o compromisso com a vida vai também muito além disso, ele engloba o compromisso com o seu corpo, com a sua mente e com a sua alma, e também o compromisso com o próximo, respeitando também todos os envolvidos nesta situação.

  • Assumir e fluir

Significa não se rebelar com a situação, aceitar que ela veio, não se rebelar, não entrar em conflito consigo e nem com o outro.

  • Utilizar tudo para crescer, aprender e avançar

Tirar lições de cada situação que nos desequilibra. Olhar a fundo para sentir o que ela quer nos ensinar, qual é o passo que devemos dar. Tirar forças e experiência delas para as próximas etapas da vida.

  • Calma

Ficar nervoso perante o conflito nos cega, nos faz tomar atitudes impulsivas que podem trazer consequências drásticas a todos. A calma, a oração, a meditação, o encontro consigo faz com que nossa mente fique mais leve e livre, e nos prepara para uma melhor decisão, para a escolha de melhores caminhos.

  • Autoconfiança

Eles trataram esse tema como um orgulho de sobrevivente, ou seja, a confiança em si. Lembrando que autoconfiança é muito diferente de prepotência, presunção e soberba. Quando estamos autoconfiantes acreditamos que podemos chegar lá, mas sem por isso precisar passar por cima de ninguém e nem se manter com a autoestima elevada. Confiar em si é confiar na vida e nas pessoas.

  • Apoio social

Busca de apoio com familiares, amigos, grupos de apoio. Entendo que somos seres sociais, e por mais que tentamos muitas vezes negar precisamos do outro. O apoio de pessoas que possam nos orientar tanto profissionalmente quanto pessoalmente é fundamental na nossa vida. E é humilde da nossa parte pedir ajuda quando precisamos.

  • Humor

Rir das situações ruins é algo que poucos conseguem. Geralmente entramos em sintonia com a energia ruim da situação, nos entregamos e ficamos mal-humorados, causando mais problemas para o nosso corpo, sistema nervoso e impedindo-nos de olhar a vida com mais amor e luz.

Esta fala por si. Independente da fé e da religião, o que falamos aqui é da religiosidade, do contato com um Deus ou uma força maior, algo em que possamos confiar que está além de nós e que nos encaminha pela vida, nos protegendo e nos guiando.

  • Amor próprio

Aqui incluo a fase de Cristo “Amar ao próximo como a ti mesmo”, ou seja, não podemos amar o outro se não conseguimos amar a nós mesmos. E o que é amor próprio, é respeitar seus limites, não se considerar perfeito, se respeitar, saber até onde pode ir ou não, sem máscaras. Amar a si é ser verdadeiro com seu lado bom e seu lado ruim, buscando a cada dia melhorar este último.

Como exemplo final do evento eles citam a Ave Fênix, que renasce das próprias cinzas e serve de base para que analisemos, todos os dias, o quanto estamos sendo aves ou estamos no chão, correndo em círculos, em vez de voar.

Uma semana de muita resiliência para todos nós e até a próxima!

 

Um comentário em “9 passos para se tornar uma pessoa resiliente!

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: