Culpa também é sinal de orgulho!

Olá amigos sejam muito bem-vindos, hoje vou falar novamente sobre culpa, já que é um dos assuntos mais recorrentes no consultório e traz tantos sofrimentos.

Estes dias assisti a uma palestra que me mostrou a culpa por outro viés. O viés do orgulho, e fez muito sentido. Por que sentimos culpa? Porque nos achamos tão perfeitos que não podemos errar. Sim, sentir culpa também é sinal de orgulho.

O orgulho é o nosso maior vilão, costumamos falar que ele é um bicho de 1.000 cabeças, e quando cortamos uma ainda tem 999. Não é fácil quebrar o orgulho, não é fácil se aceitar imperfeito. E então sofremos, e fazemos o outro sofrer, porque também não aceitamos que o outro “erre”. E julgamos.

Enquanto não pararmos de apontar o dedo para os “erros” que acreditamos que os outros cometeram, perdemos tempo. Perdemos tempo para a nossa própria cura. Jogamos fora oportunidades reais de ser pessoas melhores e mais felizes. Culpa só serve para nos fazer pensar, se arrepender e fazer diferente na próxima. Culpa mantida e culpa potencializada nos leva a autossabotagem.

Se guardamos culpas não nos acharemos merecedores da felicidade. Sendo
assim, se sou culpado mereço punição e ajo, muitas vezes inconscientemente, para o meu próprio fracasso. Tudo isso porque me acho um ser tão absurdamente bom e perfeito que não posso errar, e se eu errar mereço o pior. Se ajo assim comigo, imagina o que faço com quem está ao meu lado e que pensa diferente de mim.

Se não me permito errar não permitirei que ninguém erre. Se tenho orgulho e me sinto perfeito quero de todos essa perfeição. E isso meus amigos, é uma tremenda ilusão idiota da nossa mente predominantemente egocêntrica.

Quer você aceite ou não você vai errar, quer você queira ou não as pessoas
que estão ao seu lado sempre vão errar. Porque somos imperfeitos, e não tem jeito. Se mudarmos as lentes, e buscarmos ser menos imperfeitos, iniciaremos um caminho de paz e de verdadeiro amor.

Pare de se culpar, aceite-se do jeito que você é. Busque ser uma pessoa
melhor a cada dia, aprendendo com seus erros e não se chicoteando e se
maltratando. Pare de culpar os outros, a responsabilidade da sua vida é única e exclusivamente sua. O que você sente não é o outro que causou, é fruto do seu nível de consciência egocêntrico, que não aprendeu ainda a amar. E tudo bem. Isso é um processo.

Se causou algum mal peça perdão, se perdoe e siga. Faça diferente. Aceite
que o outro também viva a vida dele do jeito que ele consegue, nunca vai ser do jeito que você quer. Aprenda a se amar e amar o próximo com suas imperfeiçoes e você verá que as coisas começam a fluir. E a vida fica mais leve.

É uma questão de escolha. Escolha se perdoar, perdoar quem você acha que te feriu e seguir. Não se culpe e não culpe, compreenda, ame e seja feliz. Não deixe passar a oportunidade de crescer e evoluir.

Um grande beijo no coração de cada um e até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: