O trabalhoso caminho de ser você mesmo

background-1082673_1280

Olá amigos, sejam muito bem-vindos ao blog. Já estava com saudades de escrever por aqui. Hoje vou falar um pouco sobre a dificuldade que temos em ser verdadeiros, tirar as máscaras e enfrentar o mundo.

Desde criança, somos “moldados” a agir conforme se espera da gente. Os milhões de “não pode” invadem a nossa vida e aos poucos, nos tornamos censores de nós mesmos, impedindo a aceitação do nosso verdadeiro eu. Começa em casa, depois na escola, nos relacionamentos, no trabalho e assim por diante, a sociedade nos cerca de regras e imposições que muitas vezes são contrárias aos nossos desejos mais profundos.

As cobranças são grandes e, em determinado momento, nos tornamos parte delas, concordando e aceitando o que as pessoas e o mundo nos dizem que é certo ou errado. E assim, sofremos.

Desejamos ser artistas, mas nossos pais dizem que isso não é trabalho, desejamos estudar humanas mas querem que façamos engenharia, ou queremos fazer engenharia mas nos querem fazendo humanas. Gostamos de meninas mas nos querem com meninos, ou gostamos de meninos e nos querem com meninas. Sofremos e fazemos sofrer quando não atendemos as expectativas alheias.

Nos relacionamentos acredito que as cobranças sejam ainda maiores. Temos que casar, depois ter filho, e depois mais filho. E aí correspondemos ao ser humano completo, não é? Mas para quem?

Muitas vezes não queremos nada disso. Muitas vezes gostaríamos de trabalhar em algo completamente diferente e que (e daí) talvez não pague tanto assim, mas teremos prazer e amor em realizar. Muitas vezes não queremos casar  (e daí), casamento, trabalho, filhos, faculdade, nada disso garante felicidade de ninguém, a felicidade está dentro de nós e pronto!

Outras vezes casamos, mas não queremos ter filhos (e daí), isso não quer dizer que seremos incompletos e que o amor que daríamos aos filhos não pode ser dado para outras pessoas, “amai ao próximo como a ti mesmo”, o próximo pode ser qualquer um.

E assim, pressionados pela família, sociedade, amigos e parceiros, nos envolvemos em situações que não eram verdadeiramente desejadas, sofremos e fazemos sofrer. É muito trabalhoso enfrentar a tudo e a todos pelo que realmente somos e queremos, mas é essa a verdadeira e única evolução. Enquanto primeiramente não assumirmos pra nós mesmos nossos verdadeiros desejos, continuaremos andando em marcha ré, e a evolução será feita pela dor. O passo 1 é aceitar que você pode sim ser diferente do que esperam de você, o passo 2 é enfrentar isso. Quem te ama estará ao seu lado de qualquer jeito, e se não ficar, é que não era pra ser. Não temos controle sobre isso.

Está na hora de dar um basta neste sofrimento, assumir as rédeas da nossa vida, ser feliz e não desperdiçar a oportunidade da vida apenas para atender o outro. Ame-se primeiramente, só assim poderá ter amor verdadeiro pelo outro. Respeite-se primeiramente, só assim conseguirá respeitar o outro. E não se esqueça, a verdadeira felicidade está dentro de nós!

Uma excelente semana de reflexão para todos nós!

Meditação

55. Se você espera receber antes de dar, não estará amando adequadamente a si próprio. Não espere nada de ninguém, dê tudo que possa dar, em todos os instantes e assim você amará a Deus, ao seu semelhante, e, principalmente, a si mesmo.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: