Autossabotagem: pare e permita-se ser feliz!

chains-19176_1280

Hoje vou falar sobre um tema que andou permeando algumas conversas minhas com estudantes de psicanálise e que também tenho observado em certas atitudes de amigos: a autossabotagem. Muitas vezes nos sabotamos sem perceber.  O verdadeiro motivo está tão aprofundado em nosso inconsciente que nem passa pela nossa cabeça que possamos estar lutando contra nós mesmos.

A autossabotagem envolve culpas, conscientes ou inconscientes, e faz com que nossos desejos não se realizem e tenhamos a sensação de que tudo dá errado pra nós. Em alguns momentos, temos em nossas mãos a oportunidade de realizar esses sonhos, mas deixamos passar.

Pode ser uma atitude tão enraizada e tão condicionada no nosso cérebro que já faz parte do nosso modo de agir e pensar, e por isso a grande dificuldade em perceber.

Precisamos estar muito atentos às coisas que não dão certo na nossa vida. Olhar de verdade para dentro de nós e tentar enxergar se o motivo não foi apenas a nossa atitude. E se chegarmos à conclusão que não deu certo porque fizemos algo que não deveríamos, é hora de se autoavaliar e procura entender o que está por trás disso.

Deus não nos condena, Jesus disse: “Levanta-te e anda. Saia da horizontal dos seus erros e vá para a vertical de sua evolução”. Já citei isso no blog, mas é fundamental lembrarmos com frequência. Deus nos quer felizes. Se ele não nos condena porque iremos nos condenar? Se errarmos, devemos deixar o orgulho de lado e entender de uma vez por todas que TODOS somos imperfeitos. Se arrepender e seguir em frente. É isso e ponto final.

Não vemos perder a nossa existência nos culpando por erros que cometemos no passado. É hora de dar um basta nesse sofrimento! A vida continua e nos dá todos os dias a oportunidade de acertar , mesmo que não seja com a pessoa que achamos que magoamos lá atrás.

O que passou passou, não temos como voltar no tempo. Faça o bem hoje, começando por se perdoar. Não queira achar que vai conseguir algo na vida antes de se livrar das culpas que assolam seu interior. Se perdoar é o primeiro passo para que possamos perdoar e amar outro. Enquanto não nos perdoarmos e nos amarmos, não estaremos aptos a fazer isso por ninguém, não adianta se iludir. Se tivermos culpas e nos autossabotarmos, o amor que daremos será ilusório, pois como dar amor se você não consegue nem ao menos se amar?

Para evoluirmos, temos que nos livrar do orgulho que busca a perfeição. Entender de uma vez por todas que a perfeição é divina e não nossa, e começar a se perdoar. Pare e pense nas suas atitudes, verifique se está se sabotando e, caso positivo, comece hoje uma nova história na sua vida, permita-se ser feliz e fazer feliz, pois a vida é muito curta para que fiquemos nos maltratando com os chicotes da culpa.

Uma ótima semana de autoperdão e mudança para todos nós!

Meditação

32. A ambição ilude

4 comentários em “Autossabotagem: pare e permita-se ser feliz!

Adicione o seu

  1. Aninha… amiga tão querida muito obrigada pelas palavras, Jesus disse: vá e não peques mais, não é mesmo? beijos de luz no seu lindo coração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: