Afetividade: os cinco sentidos do amor

Imagem

Acredito que todos já ouviram falar da palavra afetividade. O ser afetivo é comumente conhecido como alguém atencioso, carinhoso. Na psicanálise, esta pequena palavra é a primeira e principal condição para que o atendimento no consultório aconteça de forma única e completa, fazendo com que o paciente seja envolvido em pleno amor.

Mas não é só na clínica que a afetividade deve existir, ela precisa estar presente em tudo que fazemos, desde a hora que acordamos até o momento de dormir. Para potencializar a nossa afetividade, necessitamos abrir a nossa alma e o nosso coração e agir com os nossos sentidos do amor. Temos os sentidos da carne e o da alma. Nossa visão, audição, paladar, tato e olfato são duplicados, temos os olhos da carne e o da alma, a boca da carne e a da alma, e assim por diante.

Quando estamos afetivos utilizamos não apenas os sentidos do corpo, mas o da alma. Olhamos além do que nos é mostrado, ouvimos o que está por trás do que nos é falado, percebemos o sabor além do paladar, tocamos muito mais do que o físico e sentimos o verdadeiro aroma da vida.

Para estar afetivo, é preciso se ater a três requisitos:

a)      Atender – perceber a tudo e a todos com os nossos cinco sentidos da alma.

b)      Acolher – sentir o outro, com amor, carinho e atenção.

c)       Correlacionar-se – interagir, ou seja, dar um sorriso, um bom dia, um beijo, um abraço. 

Outro ponto importante para que a afetividade aconteça é a necessidade de estarmos no presente, ou seja, nosso corpo e alma devem estar presente no que estamos realizando.

Na maior parte do tempo estamos deslocados para o passado ou para o futuro. O passado já foi, não há como mudar, o futuro não sabemos como será, então o que nos resta é viver o presente, pois é o que está em nossas mãos e onde podemos agir e ser felizes.

A afetividade só traz felicidade para si e para o mundo. Com ela, podemos perceber o outro, entender seu momento, acolhê-lo e amá-lo. Quando somos afetivos não nos frustramos, pois não colocamos expectativas fora de nós, amamos mesmo não gostando e evoluímos, além de fazer com que tudo que está ao nosso redor se torne mais belo.

Para começar a semana, um grande teste para a nossa afetividade é perceber além dos olhos do corpo. Quando sair de casa, preste atenção no céu, nas árvores, nas pessoas ao seu redor. Perceba, sinta e interaja com a natureza e com o mundo, aos poucos você vai abrindo os sentidos da alma e vai entender o verdadeiro sentido da vida.

Lembre-se que só depende de nós perceber coisas boas em tudo e em todos que nos cercam, é só buscar que encontraremos. Vamos tentar a cada dia ser mais afetivo, o mundo em que vivemos está muito necessitado destas pequenas e grandiosas atitudes.

12 comentários em “Afetividade: os cinco sentidos do amor

Adicione o seu

  1. Ana… parabéns querida.. belo trabalho… segura a emoção para a mágica do consultório… sublimação pura do amor … um bj enorme

    1. Oi Adriana sua linda, que bom ver você por aqui, fico muito feliz. Muito obrigada por suas palavras, com certeza Deus há de nos preparar para esta mágica. Um grande beijo

  2. Ao ler este texto me vi percorrendo todo o caminho nele citado, sentindo a energia e me abrindo (feliz) para o mundo… Obrigada flor por suas palavras, me inspiram a me tornar uma pessoa melhor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: