Humildade: a base do amor

ImagemA primeira estrutura do amor é a humildade. Ser humilde não tem nada a ver com posse ou questões materiais. Podemos encontrar pessoas em péssimas condições financeiras, vivendo nas ruas e mesmo assim muito orgulhosas, como também pessoas muito ricas e humildes.

A humildade é a ação do amor por si e pelos outros. Ser humilde é uma das tarefas mais trabalhosas para o ser humano no seu caminho para a evolução. Quando conseguirmos ser humildes, encontraremos o verdadeiro significado da paz interior.

Abaixo, cito algumas características da humildade, que tive a honra de conhecer através de uma das aulas de individuação do curso de psicanálise.

Ser humilde é:

1)      Reconhecer suas imperfeições: o humilde entende que vive um processo de evolução, admite seus erros, suas imperfeições (posse, sentimento de superioridade e de inferioridade, acomodação, ciúme, prepotência, presunção, etc.), se perdoa de coração e busca sempre corrigir-se e melhorar-se.

2)      Não se comparar: quando nos comparamos, ou nos sentimos mais ou menos do que o outro. O humilde sabe que não existem no mundo duas pessoas iguais, que cada um tem o seu lado bom e o seu lado a melhorar, o seu tempo e a sua necessidade e, portanto, não sofre se comparando.

3)      Não julgar: julgamento não é feito apenas com palavras. Cara feia, mau humor, aquela “balançada na cabeça” quando vemos algo que achamos errado (de acordo com o nosso padrão) também é uma forma de julgar. Para que possamos não julgar é necessário primeiramente realizar os dois itens anteriores, reconhecendo que somos imperfeitos e únicos. O humilde só utiliza o juízo de razão, que educa e impõe limites visando o crescimento do outro.

4)      Ter simplicidade: a simplicidade também não se relaciona com dinheiro ou coisas materiais. Ser simples é valorizar tudo, é saber que não temos nada e que tudo que achamos ter são empréstimos da vida para a nossa evolução. O simples agradece tudo que a vida lhe oferece, as coisas boas, as coisas ruins, as dificuldades, pois ele sabe que tudo é justo e perfeito e não tem revolta em seu coração.

5)      Ser desprendido: o humilde tem tudo, pois não perde nada. Ele sabe que só perde quem acha que tem. Ele tem desprendimento afetivo, de coisas materiais e do tempo e renuncia aos seus interesses egocêntricos em favor do outro, por compreender sua necessidade.

Deu para perceber que não é nada fácil ser humilde? É preciso reconhecer isso, agindo sempre de acordo com o seu tempo, em busca da melhora interior. Quando errar, levante-se, entenda que somos humanos e comece de novo. A cada amanhecer Deus nos dá uma nova oportunidade, ele nunca desiste de nós.

8 comentários em “Humildade: a base do amor

Adicione o seu

  1. Muito bacana Ana!!! “Receitinha” para nos tornarmos seres um pouquinho melhores a cada dia que passa
    …Bjosss

  2. Gosto muito do seu jeito de escrever. Acho que a aula de individuação norteia as nossas vidas a partir daqui, temos o conhecimento não podemos nos esconder atrás da ignorância. Então cabe a cada um ao seu tempo despertar e trabalhar.
    Juntas nessa caminhada…

    Beijo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: